Novo padrão da ISO 376:2011 para calibração de transdutores de força

Rápida visão da principais mudanças

Uma nova versão do padrão internacional ISO ISO 376:2011 para calibração de transdutores de força foram efetivados a partir de 1º de janeiro de 2012. E para você, usuário, quais são as implicações? Para fazer essa conversão com a maior conveniência possível para nossos clientes nós resumimos as principais mudanças para você. A tabela 1 passa uma visão geral.

Tabela 1: Visão geral das mudanças no novo ISO376:2011

Não houve mudanças no procedimento básico, quadro de tempo e condições de ambiente como estipulado no ISO376 (tabela 1). Todavia, como alternativa, pode ser dispensado a determinação da histerese e a diminuição das séries de medição. Ao invés disso, a deformação plástica de metais (‘creep’) é determinada e considerada como um critério de classificação. Como resultado se tem quatro casos potenciais de classificação; a tabela 2 mostra qual propriedade é levada em conta em cada caso. O Caso D permite uma comparação direta entre os dados fornecidos e o certificado de calibração prévio e é relevante para o futuro uso da força do transdutor para máquinas de teste de calibração de materiais.

Table 2: ISO 376 classification criteria for the 4 possible cases, green fields are taken into account

Incerteza de medição

Infelizmente, não é mais possível comparar diretamente a incerteza de medição com calibrações prévias. A Annex C para a ISSO 376:2011 agora descreve uma abordagem completamente nova para cálculo da incerteza da medição. Foi alterada a modelagem do processo de medição e, adicionalmente, os cálculos usados para as contribuições e pesos individuais.

O importante é que a histerese não é mais levada em consideração. Se a histerese for relevante para um uso futuro e precisar ser especificada de forma a permitir a comparação com calibrações anteriores,  os certificados de calibração da HBM oferecem esta informação em uma tabela adicional, embora isso não seja exigido no padrão. Não é necessário que os clientes façam esse cálculo e eles podem obter esse valor diretamente do certificado de calibração, como sempre.

Indo adiante, uma nova função permite uma determinação da incerteza de medição expandida para qualquer foça. O cliente pode usá-la para sua aplicação e para outros cálculos.

Figura 1: Trecho de um certificado de calibração; a função para cálculo da incerteza da medição expandida está marcada em azul.

Dado que a melhor função disponível a ser usada descreve todas as incertezas de medições sobre toda a variedade de forças, pode ocorrer de um valor obtido para a incerteza de medição ser maior do que aquele obtido em calibrações feitas previamente. Para aplicação como um transdutor de transferência, a análise, por sua vez, é cabível somente para forças específicas, sem interpolação. Neste caso é preciso manter em mente que o transdutor pode ser usado tão somente para os pontos especificados no certificado de calibração.

Novos certificados de calibração da HBM

Fig. 2: Force calibration in an HBM calibration machine

Nosso certificado de calibração se propõe a fornecer aos nossos clientes o máximo possível de informação.

Por esta razão continuamos a executar calibrações com forças crescentes e decrescentes, com histerese (Fig. 2: Calibração em uma máquina de calibração da HBM) para cobrir toda aplicação. O cliente pode decidir por si mesmo qual análise, classe ou incerteza de medição ele deseja usar.

Ao cliente optar por um certificado de calibração sem histerese, há a restrição de posteriormente ele poder usar somente com força crescente.

As mudanças no padrão resultaram, ainda, em um novo layout do certificado de calibração. Os clientes agora são beneficiados com um layout limpo e informações extensas alinhados à tecnologia moderna de medição. O certificado de calibração continua a prover todas as informações requeridas pelo padrão internacional ISO17025 (para laboratórios credenciados).

Nós atualizamos o certificado de calibração interativo em nosso site para fazer mais fácil para você a mudança para o ISO 376:2011. Ele fornece descrições detalhadas dos dados e cálculos disponíveis no certificado de calibração.

Calibração de força na HBM

A HBM oferece uma especial faixa de força para calibrações do Serviço Alemão de Calibração, variando entre 2.5 N a 5 MN em ambas as direções (tensão e compressão).

Não é só a força de transdutores próprios da HBM que são calibrados com precisão máxima aqui, certificados de calibração são também desenhados para os outros.

Credenciamento para medição de força é disponibilizado desde 1977, quando a HBM foi credenciada pelo Serviço de Calibração Alemão como o primeiro laboratório de calibração na Alemanha. Clientes agora se beneficiam dessa experiência quando implementam o novo ISO 376.

Calibração de força na HBM