Classe de precisão

A classe de precisão de um transdutor de torque da HBM significa que o maior dos desvios individuais que são indicados em por cento é inferior ou igual ao valor declarado como classe de precisão. A tolerância do valor nominal não está incluída.

A classe de precisão inclui as seguintes propriedades metrológicas explicadas em detalhe abaixo:

  • Desvio da linearidade inclusive histerese (dlh)
  • Desvio relativo padrão da reprodutibilidade (σrel)
  • Efeito da temperatura (aplicado a 10 K) sobre o sinal de zero (TK0)
  • Efeito da temperatura (aplicado a 10 K) sobre o valor nominal (TKC)

Em transdutores com várias saídas elétricas (saída de frequência e tensão) a saída com a maior precisão é o fator decisivo para a determinação da classe de precisão. A classe de precisão não pode ser confundida com a classificação segundo DIN 51309 ou EA-10/14.

Classe de precisão ou precisão total?

Na prática, a classe de precisão oferece um ponto de referência para classificar o tipo de transdutor dentro da gama de produtos da HBM. Ela não deve ser confundida com a precisão total no uso prático, com diferentes influências individuais agindo ao mesmo tempo.

Exemplo:

Comparamos duas diferentes versões do flange de torque T10F. De um lado, a opção”S” (versão padrão) e do outro, a versão “G” (reduzido desvio de linearidade, inclusive histerese). Em cada caso, para os campos de medição de 100 N•m até 10 kN•m.

Na folha de dados os seguintes valores máximos são especificados para a versão “S”: 0,05 % para o efeito da temperatura sobre o sinal de zero (TK0), 0,1 % para o efeito da temperatura sobre o valor característico (TKc) e ±0,1 % para o desvio da linearidade inclusive histerese (dlh).

Devido aos dois últimos valores mencionados, a classe de precisão é especificado como 0,1. A versão “G,” entretanto, oferece um melhorado desvio de linearidade inclusive histerese (dlh): o valor é de apenas 0,05%.

Já que o efeito da temperatura sobre o valor característico (TKC) permanece 0,1 %, este é o desvio percentual máximo e, por isso, a classe de precisão para a versão “G” tem que ser de 0,1.

Aparentemente, a versão “G” não oferece nenhuma vantagem. Não obstante, ela mostra o maior efeito somente com relação à um único valor, o TKC. Este valor característico é o único valor para desvios relativos ao valor atual. Como consequência, sua influência é consideravelmente menor, por exemplo, em medições no campo de carga parcial.


Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.