Projeto exclusivo do Museu do Navio Viking na Noruega usa sistema de medição completo da HBK

Segundo Plano

Em 2025/2026, um novo museu da Era Viking, que será uma extensão do atual Museu do Navio Viking, será inaugurado na península de Bygdøy em Oslo e, como parte deste novo projeto emocionante, os preparativos já estão em andamento para garantir a segurança no manuseio dos navios e artefatos durante o movimento.

A casa do navio Viking dentro do Museu de História Cultural, que faz parte da Universidade de Oslo, abriga três navios funerários da era Viking que foram encontrados como parte de achados arqueológicos de Tune, Gokstad (Sandefiord), Oseberg (Tønsberg) e o Cemitério de monte Borre.

Construído como uma extensão do atual Museu do Navio Viking, o novo edifício de 13.000 m 2 fornecerá um quadro completo da Era Viking, com os três magníficos navios como atração principal. Apresentando um clima regulado e um novo sistema de suporte, o novo edifício irá proteger os artefatos exclusivos do museu com segurança e proteção por muitos anos.

O desafio

Na preparação para o projeto, a equipe especializada em conservação e gerenciamento de coleção do museu tem colaborado estreitamente com Statsbygg, o principal assessor do governo norueguês em questões de construção e propriedade, e especialistas externos para garantir o manuseio seguro dos navios e artefatos, tanto durante a construção, processo e transição para o novo edifício. No entanto, antes que isso aconteça, os navios precisam ser pesados com precisão e é aqui que a HBK pode intervir e ajudar.

A pesagem dos navios tem três objetivos principais: determinar o peso total; estabelecer distribuição de peso; e monitorar as mudanças ao longo do tempo, como a absorção de umidade, que pode levar a mudanças na forma. Visto em conjunto com diferentes métodos de digitalização 3D, a capacidade de monitorar a distribuição de peso também permitirá que a equipe do museu entenda quaisquer mudanças potenciais nos navios e as remedie com eficácia.

Atendendo à necessidade

Para mover os navios com segurança, uma plataforma de aço será construída ao redor deles e um sistema ferroviário temporário será instalado. A partir daqui, os navios serão baixados para a nova área de exposição. No entanto, antes que o anel de aço possa ser criado, os engenheiros precisam reunir dados adequados. Mover e pesar navios pode muitas vezes ser uma tarefa desafiadora, pois as mudanças nas cargas ou tensões devem ser minimizadas ou preferencialmente eliminadas. Para resolver isso, os engenheiros neste projeto identificaram muitos pontos de levantamento / pesagem e garantiram que esses pontos fossem colocados em locais que já suportavam carga. 

Na prática, isso significava fixar células de carga em todos os suportes verticais e selecionar cuidadosamente onde colocá-las na viga de suporte da quilha, que é a viga grande e moldada sobre a qual repousa a quilha do navio. Além disso, para evitar novas tensões, todas as células de carga foram colocadas aos pares.

Nos apoios verticais, uma barra de divisão foi fixada para transferir força para as células de carga por meio de hastes roscadas. Os suportes angulares também foram aparafusados na lateral da viga da quilha com duas hastes roscadas de 12 mm conectando os dois suportes. As hastes roscadas verticais transferiram novamente a carga para as células de carga. Quando tudo estava no lugar, os engenheiros lentamente ergueram o navio 2,5 mm girando cuidadosamente as porcas nessas hastes em uma sequência pré-planejada. Isso foi o suficiente para estabelecer o peso.

No entanto, quando chegou a hora de pesar o maior navio de Gokstad, houve alguns desafios adicionais, e foi aí que a HBK pôde ajudar. Como os pontos de pesagem ao longo da viga de suporte da quilha estavam sendo utilizados na plataforma móvel, em vez de prender os suportes que transferem a força para as células de carga com parafusos e duas hastes de 12 mm colocadas aproximadamente, os engenheiros precisaram usar três hastes de aço endurecido de 24 mm no ponto de levantamento . Como estes tiveram que ser colocados com alta precisão, grandes orifícios tiveram que ser cuidadosamente perfurados, enquanto causavam vibração mínima ao navio.

Para este projeto, as células de carga Z6 da HBK foram instaladas em vários pontos de medição e conectadas a um amplificador de Strain Gauge QuantumX MX1615Bcom software catman® AP.

Para um projeto de tanto prestígio, era importante que escolhêssemos o equipamento certo para o trabalho e por isso recorremos à HBK ”,

explica Anders Helseth Nilsson, Departamento de Gerenciamento de Coleção, Museu de História Cultural.

Além de entregar um produto excepcional que atendeu às demandas da tarefa, a HBK também entregou o atendimento ao cliente adequado, tanto em termos de design quanto na solução rápida de quaisquer problemas que tivéssemos ao longo do caminho ”.

O MX1615B faz parte da família QuantumX, que oferece amplificadores de strain gauges compactos que fornecem resultados precisos para medições estáticas e dinâmicas. Adequado para aquisição de dados precisos e seguros de strain gauges em configuração de ponte completa, meia ponte e quarto de ponte, bem como transdutores baseados em strain gauges, potenciômetros, termômetros de resistência (PT100) ou tensão normalizada (+/- 10V) , o MX1615B é a escolha ideal sempre que deformações, forças e deslocamentos são adquiridos. Equipado com 16 entradas de sensor e dispostos em alojamento compacto, as áreas de aplicação típicas incluem testes de tensão estática para modelos FEM, testes de fadiga quase dinâmica para análise de vida, tarefas de monitoramento, investigações de materiais, análise de tensão residual, tarefas de manutenção, bem como para registro geral dos dados de carga no campo.  Usado com o software catman® AP, uma análise de dados simples pode ser alcançada.

Seguindo a experiência anterior com outro sistema em que o hardware tinha um desempenho consideravelmente melhor do que o software, o QuantumX com o software catman® AP forneceu ao museu um sistema completo que permite que ele continue a obter resultados precisos e confiáveis.

Conclusão

Para atender à demanda exigida por este projeto complexo e de grande escala, a versatilidade do QuantumX, combinada com a facilidade de uso do software catman® AP provou ser um recurso valioso, permitindo que o museu se prepare para a próxima etapa de sua excitante nova jornada.

Sobre o Museu do Navio Viking

O Museu do Navio Viking é um símbolo nacional, que abriga o que é provavelmente uma das contribuições mais importantes da Noruega para o patrimônio cultural mundial, portanto, as preocupações em torno da mudança sempre foram de grande interesse. No entanto, graças à vasta experiência da HBK em tecnologia de pesagem e campos exigentes, ela foi capaz de fornecer uma solução confiável e integrada que está permitindo que o Museu do Navio Viking alcance os resultados de que precisa para embarcar para a próxima fase deste projeto significativo.