Cadeias de medição piezoelétrica Série CMC para capacidades que variam de 5 kN a 120 kN

As cadeias de medição piezoelétrico da série CMC são usadas em várias tarefas de produção industrial e convertem de forma confiável as forças que medem em um sinal de 0 a 10V. Eles são totalmente calibrados, o que significa que o amplificador de medição não precisa ser ajustado e a relação entre o sinal de saída em volts e a medição de força em newtons está claramente documentada nos documentos que os acompanham.

Típico para o princípio piezoelétrico, os sensores têm uma ampla faixa de medição e medem grandes e pequenas forças com segurança - mesmo sob uma alta carga inicial. As cadeias de medição, com base em variações CFT com uma capacidade de 5 kN ou 20 kN são calibradas a 100% e a 20% da força nominal, enquanto todas as outras cadeias de medição CMC têm calibrações a 1%, 10% e 100% de seu valor nominal força. As faixas de medição podem ser alteradas por meio de uma entrada digital no amplificador de carga; zerar é acionado com a mesma facilidade.

Todas as cadeias de medição de força piezoelétrica na série CMC consistem em um sensor pré-tensionado e calibrado, um cabo de carga e um amplificador de carga. Os componentes podem ser combinados livremente e permitem que a cadeia de medição se adapte idealmente à respectiva tarefa de medição em mãos.

Confiável e adequado para uso industrial

  • Baixa deriva
  • Insensível à interferência EMC
  • Materiais de aço inoxidável, grau de proteção IP65

Resultados de medição confiáveis de longo prazo em ambientes industriais.

Fácil Integração

  • Conexão de flange em ambos os lados, pré-tensionamento não necessário
  • Dimensões e conexões padrão
  • Calibrado como uma cadeia de medição
  • Acessórios práticos disponíveis

Encaixa-se facilmente em estruturas novas e existentes sem calibração.

Ampla Faixa de Medição

  • Muito boa linearidade devido à excelente qualidade mecânica
  • Forças pequenas podem ser medidas mesmo sob grandes pré-cargas
  • Calibrado em duas ou três faixas de medição, dependendo da força nominal do sensor

Ideal para processos de várias etapas. Função de ampliação disponível (alternando a faixa de medição), ou seja, a amplificação pode ser aumentada por um fator de 5, se necessário.

Suporte de configuração: Como montar a cadeia de medição K-CMC para aplicações específicas?

A cadeia de medição consiste em quatro componentes e é fornecida como um todo:

  1. Sensor
  2. Cabo de carga
  3. Amplificador de carga
  4. Protocolo de teste

Os resultados da calibração para o sensor, o amplificador de carga e a combinação de ambos, ou seja, toda a cadeia de medição, estão incluídos. Uma vez que a relação entre a força (N) e o sinal de saída (V) é documentada, os componentes subsequentes podem ser facilmente ajustados.

Além da geometria, a força total atuando no sensor é crítica. Isso inclui a força que se pretende medir, bem como as pré-cargas irrelevantes para a medição causada, por exemplo, por ferramentas que exercem força sobre o sensor. Os picos de carga que ocorrem devido à operação incorreta ou erros do sistema, e que não devem ser medidos, também devem ser considerados para determinar a força nominal do sensor.

O momento de flexão máximo e a possível força de cisalhamento da aplicação também não devem ser desprezados.

As cargas máximas podem ser encontradas na folha de dados.

A faixa de medição do amplificador de carga é determinada pela força a ser medida e pode ser calculada da seguinte forma:

Faixa de medição mínima do amplificador de carga = força a ser medida na sensibilidade do sensor N *

Sensor de força nominal Sensibilidade típica
5 kN 7,7 pC / N
20 kN 7,7 pC / N
25 kN 7,4 pC / N
50 kN 4,1 pC / N
70 kN 4,1 pC / N
120 kN 4 pC / N

Exemplo

  • Você precisa monitorar uma força de processo de no máx. 30 000 N. Um CFT +/50kN é escolhido para esta aplicação. A sensibilidade do sensor é de 4,1 pC/N.
  • Isso resulta em uma carga de 30.000 N · 4,1 pC/N = 123.000 pC. Você seleciona o próximo dispositivo maior, ou seja, o CMA158, com uma faixa de medição de 158.000 pC. Em 30.000 N, ocorre um sinal de saída de 123.000 / 158.000 = X / 0, ou seja, 7,78 V.
  • O seguinte código de pedido se aplica: K-CMC-50k0-3m0-158N0

Apesar da estrutura alterada dos números de pedido, os modelos CMC já em uso podem ser substituídos por equivalentes perfeitos ao mesmo preço.

A tabela mostra os números de pedidos antigos junto com seus novos correspondentes. Nesta configuração, o amplificador de carga é combinado com a força nominal máxima do respectivo sensor.

Número do pedido anterior Novo número de pedido (cadeia de medição idêntica)
1-CMC / 5KN K-CMC-05k0-3m0-039N5
1-CMC/20KN K-CMC-20k0-3m0-158N0
1-CMC / 50KN K-CMC-50k0-3m0-210N0
1-CMC/70KN K-CMC-70k0-3m0-287N0
1-CMC/120KN K-CMC-120k-3m0-482N0

Dicas e truques

  • O comprimento do cabo não tem influência no comportamento da cadeia de medição e deve ser selecionado de acordo com os requisitos.
  • A precisão de um sensor maior é a mesma de modelos menores. Em caso de dúvida, escolha um sensor com uma força nominal superior.
  • Os documentos que acompanham contêm o resultado da calibração para toda a cadeia de medição (com Newton como variável de entrada e Volt como variável de saída). A sensibilidade também é dada.

Acessórios abrangentes disponíveis, consulte o datasheet:

  • Cabo para conexão com os seguintes componentes eletrônicos: 1-KAB168 
  • Acoplamento para extensão de cabo

Acessórios PACEline

Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.
Solicite um orçamento

Pergunte ao Especialista da HBK

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Pergunte ao Especialista da HBK

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Green check mark Sua proposta personalizada

Green check mark Consultoria técnica gratuita

Green check mark Resposta rápida de nosso especialista