Método de Teste Inovador

Então Mauro Balestra e seus consultores engenheiros da Balestra CSR-Centro Studi e Ricerca desenvolveram um método inovador de diagnóstico de acidentes em que um veículo de teste é equipado com sensores, para analisar as reações do motorista durante uma manobra de frenagem em condições reais de trânsito. A câmera grava os movimentos de músculos do rosto do motorista. As imagens captadas pela câmara são então comparadas com uma variedade de dados de medição (tais como velocidade, posição do volante, posição do pedal do acelerador, força no pedal do freio, seqüência ABS, distância percorrida, atraso, etc.).

Com esta configuração de teste, é possível medir e analisar o Perception-Reaction Time (PRT) ou "Tempo de Percepção e Reação" do condutor do veículo em diferentes situações de perigo na estrada. Em outras palavras, a abordagem da pesquisa de Mauro Balestra torna possível dizer tudo o que acontece durante o tempo de reação do motorista, em quanto tempo ele acontece e como a pessoa no veículo realmente reage. Os primeiros resultados da mais recente série de pesquisas, realizada por Mauro Balestra em conjunto com a Universidade Católica de Milão, são altamente promissores - e apontam para fatores que têm sido anteriormente ignorados no planejamento de segurança.

No veículo: toda a cadeia de medição é da HBM

A complexidade da tarefa de medição foi de encontro com as exigências bem definidas que Mauro Balestra fez à tecnologia da medição utilizada. Tinha de ser confiável, fácil de instalar e adequada para testes em um veículo em movimento. É por isso que o engenheiro decidiu implantar toda a cadeia de medição da HBM. O sensor de força U93 é usado para registar a força no pedal do freio e um sensor de deslocamento tipo WA é instalado no pedal do acelerador do veículo.

Também foram usados tacho-sensores e sensores de velocidade de outros fabricantes, bem como câmeras de vídeo para gravar os músculos da face do condutor e a situação do trânsito.

A aquisição de dados é feita por um amplificador compacto e universal QuantumX MX840A da HBM, montado no interior do veículo de testes.

A interface Ethernet do PC leva todos os dados de medição adquiridos pelo QuantumX para o software de medição catman®AP da HBM. Quando eles chegam, os dados não são simplesmente lidos, mas também são sincronizados com as imagens de vídeo do interior do veículo.

Não apenas seu formato compacto que fez do QuantumX a escolha ideal, mas também o fato de poder ser usado com todas as tecnologias de sensores atuais. Além disso, os pontos positivos são sua operação direta e a precisão dos dados de medição que coleta. Uma vez que os sensores são montados com TEDS, o QuantumX os detecta automaticamente e podem ser usados para medição imediatamente.

Simples de configurar, profissional na operação: em movimento ou integrando arquivos de vídeo, toda a cadeia de medição HBM estava sempre no seu melhor. E revelando novas descobertas para tornar a condução mais segura no trânsito.

Pedal de freio com um sensor de força U93 da HBM
Módulos QuantumX a bordo do veículo de testes
Dados dos testes no software catman

Gravando os dados de medição

Os dados foram registrados durante a condução.

A - Monitoramento de vídeo

B - Visão da estrada pelo motorista (alcance da visibilidade)

C - Simulação de perigo

D - Medição da força de frenagem

E - Medição de deslocamento do pedal do acelerador

F - Eletrônica de medição MX840A

G - Medição de deslocamento, aceleração e velocidade

H - Laptop

I - Software catman para gravação de dados

Resultados da Semana de Testes - Seg-Sex

Cobaias (motoristas)       28

Série de testes (níveis de perigo) 

8 + 1 perigo real
Duração das séries de testes (minutos)5
Sensores de teste       4 + tempo
Nº de canais de transmissão e de cálculo9
Velocidade de medição (dados/segundos)900
Resultados de tempo (Hz)100
Resultado de dados por seção (média)450.000
Total de valores registados12.600.000
Câmera de vídeo: cor, HD   2
Taxa de quadros (Hz)50
Imagens em HD recebidas por seção (média)30.000
Total de imagens gravadas840.000

Depoimento do Cliente

"Usamos a tecnologia de medição da HBM há mais de 30 anos. Com o sistema amplificador QuantumX e software catmanEasy, a HBM também foi capaz de nos oferecer uma alternativa viável e uma solução fácil de instalar para nossa mais recente geração de testes." Mauro Balestra, Balestra CSR- Centro Studi e Ricerca.

www.balestra.ch

 

Tempos de reação no trânsito: um método de ensaio inovador usando tecnologia HBM

Engenheiro Suíço Mauro Balestra

No trânsito, muitas vezes se resume a uma questão de milissegundos. Como reagimos ao volante em situações perigosas? Quão rápido vamos pisar nos freios? Estas situações são muito difíceis de se recriar em laboratório. Com a ajuda da tecnologia de medição da HBM, o engenheiro suíço Mauro Balestra desenvolveu uma maneira de recriar situações perigosas em veículos de ensaio, em condições reais de trânsito.

O volume de automóveis aumenta em todo o mundo, e com ele, a complexidade das situações que nós, como motoristas, temos de lidar no dia a dia. Os fabricantes de automóveis em todo o mundo estão trabalhando para melhorar ainda mais a ergonomia dos veículos e da engenharia, de modo que todos nós possamos desfrutar do mais elevado nível de segurança nas ruas.

Mas os dados sobre as respostas dos motoristas e os tempos de reação obtidos em condições de laboratório, em simuladores, nem sempre são significativos, porque muitos fatores são ignorados e muito pouca consideração é dada ao "fator humano". Esta é também a convicção do engenheiro Mauro Balestra, que vive em Tessin, na Suíça. A reação do condutor do veículo, que é artificialmente simulada e gravada no laboratório de pesquisa, não é a mesma que as reações reais em um carro real e em uma estrada real.

Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.