Na análise experimental de tensões são medidas as deformações na superfície da peça através de rosetas de três grades (strain gages). Com a ajuda dos resultados da medição e considerando as características do material (módulo de elasticidade e coeficiente de deformação transversal) são determinadas a direção e a magnitude das tensões mecânicas empregando a Lei de Hooke.

As três grades de medição das rosetas disponíveis nas versões 0°/45°/90° e 0°/60°/120° são assinaladas com as letras “a”, “b” e “c”. Portanto, as deformações ea, eb, y ec são medidas com uma roseta de três grades.

Depois do cálculo das tensões principais normais s1 e s2 são determinadas as direções principais. Aqui, um ângulo j é determinado. Ele deve ser anotado em direção matemática positiva (sentido anti-horário), partindo da grade de referência. O eixo da grade de medição “a” representa a aresta do ângulo j, a segunda aresta oferece a primeira direção principal, que corresponde à direção da tensão normal principal s1 (idêntica à direção principal da deformação e1 ).
A segunda direção principal (direção da tensão normal principal s2 ) tem o ângulo j + 90°.

Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.