Erros de linearidade e sensibilidade no uso de strain gauges simples com circuitos alimentados por tensão e alimentados por corrente

Uma parte importante da análise experimental de tensão é a medição da deformação com strain gages únicos. Aqui, o tipo de circuito empregado influencia a linearidade e a sensibilidade das medições.

Este artigo descreve os princípios básicos da medição de deformação por meio de strain gauges, da própria tensão através da variação na resistência ao eventual sinal elétrico, e compara a magnitude do erro do circuito da ponte alimentada por tensão e do circuito alimentado por corrente.

A conclusão alcançada é que, para strain gauges únicos, circuitos de ponte alimentados por tensão fornecem uma melhor linearidade por várias ordens de grandeza e, quando há uma desafinação inicial, uma sensibilidade similarmente mais estável do que circuitos alimentados por corrente.

 

Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.