Strain Gages RY Roseta com 3 Grids de Medição para Análise de Estados de Tensão Biaxial com Direções Desconhecidas da Tensão Principal

Estes strain gages (SGs) são a escolha mais apropriada para análise de estados de tensão biaxial com direções de tensão principal desconhecidas. As rosetas tipo RY possuem 3 grids de medição dispostos em um ângulo de 0°/45°/90° (modelos RY1, RY3, RY8, RY9 e RY10) ou 0°/60°/120° (modelos RY4 e RY7).

A HBM oferece uma ampla seleção de rosetas SG com 3 grids de medição, com diferentes geometrias, dimensões, resistências nominais (120 e 350 ohms) e compensação de temperatura adaptadas para aço, alumínio ou customizadas.

Os 3 grids de medição são dispostos em um circuito com ¼ de ponte.

Roseta (3 grids)

RY1

Strain gage quadrado com cabos (0°/45°/90°)

RY8

Strain gage retangular com guias de solda (0°/45°/90°)

RY3

Strain gage redondo com guias de solda (0°/45°/90°)

RY9

Grids sobrepostas com cabos (0°/45°/90°)

RY4

Strain gage quadrado com cabos (0°/60°/120°)

RY10

Strain gage retangular com guias de solda e com alívio de tensão integrado (0°/45°/90°)

RY7

Strain gage redondo com guias de solda (0°/60°/120°)

Notas Sobre o Cálculo das Primeiras e Segundas Tensões Principais

Os 3 grids de medição da roseta são designados pelas letras A, B e C. Assim, as 3 tensões εa, εb, e εc são medidas com uma roseta de 3 grids de medição. As principais tensões normais σ1 e σ2 são calculadas para a roseta de 0°/45°/90° utilizando a fórmula:

e para a roseta de 0°/60°/120°:

As principais direções são determinadas abaixo. Primeiro a tangente de um ângulo ψ auxiliar é calculada. Para a roseta de 0°/45°/90°, utilizando a fórmula:

e para a roseta de 0°/60°/120°, de acordo com a fórmula:

Nota: A tangente de um ângulo em um triângulo retângulo é a relação do lado oposto (numerador N) para o lado adjacente (denominador D):

Esta ambiguidade da tangente torna-se necessária para determinar os sinais do numerador (N) e denominador (D) antes de efetuar o cálculo final dos dois quocientes acima mencionados. É importante determinar o sinal, porque esta é a única maneira de saber qual quadrante do círculo ψ o ângulo será encontrado. Primeiro, determine o valor do ângulo ψ intermediário a partir do valor da tangente:

Então determine o ângulo ϕ usando a seguinte abordagem:

Aplicar o ângulo φ que é encontrado desta maneira a partir do eixo do grid de medição de referência a numa direção matematicamente positiva (sentido anti-horário). O eixo do grid de medição a forma um braço de ângulo φ. O outro braço representa a primeira direção principal. Esta é a direção da tensão normal principal σ1 (idêntica com a direção da tensão principal ε1). O ponto do ângulo está localizado na intersecção dos eixos dos grids de medição. A segunda direção principal (a direção da tensão normal principal σ2) tem o ângulo φ + 90°.

O grid de medição consiste numa constante; o material do portador do grid de medição é poliamida.

Os strain gages RY6/RY8 também vêm com um cabo de conexão! Uma solução prática com muitas vantagens:

  • Sem necessidade de solda no ponto de medição;
  • Disponível com cabos de 0,5m até 10m;
  • Com conector RJ11, quando solicitado.

Um fio de isolamento fluoropolímero no strain gage previne que o cabo dobre durante a instalação. Uma solução prática para você!

HBMshop Veja preços, disponibilidade e obtenha uma cotação.
Solicite um orçamento

Pergunte ao Especialista da HBM

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Pergunte ao Especialista da HBM

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Sua proposta personalizada

Consultoria técnica gratuita

Resposta rápida de nosso especialista