Strain Gages de Análise de Tensões Residuais para Método do Núcleo Toroidal

Strain gages para análise de tensões residuais: ideal para os métodos de perfuração e do núcleo toroidal

A determinação das tensões residuais em materiais (por exemplo, durante processos de fundição, solda e forja), torna-se fácil com os strain gages especiais da HBM.

Os strain gages especiais para análise de tensões residuais estão disponíveis para uma variedade de métodos mais comumente usados nesta área: além do método do núcleo toroidal (ring core method), existem outras versões disponíveis para o método de perfuração (hole drilling method)(de acordo com o método integral), e até mesmo para perfurações precisas e seguras de alta velocidade (em combinação com o dispositivo de perfuração MTS3000 de nossa empresa-parceira Sint Technology).

Para perfurações de alta velocidade, também oferecemos nossos strain gages patenteados de seis fios, que podem compensar furos não-centralizados, proporcionando maior precisão de medição.

  • Métodos de medição das tensões residuais suportados: método do núcleo toroidal (ring core method), método de perfuração (hole drilling method), método de alta velocidade (high-speed drilling)
  • Resistência nominal: 120 e 350Ohm
  • Comprimentos da grade de medição: de 1,5mm até 5mm

Versatilidade no uso

  • A escolha ideal para análise de tensões residuais usando o método do núcleo toroidal (ring core method) e o método de perfuração (hole drilling method);
  • Tipos adicionais de strain gage disponíveis para método de alta velocidade (high-speed drilling);
  • Escolha entre 12 diferentes geometrias para diferentes métodos e aplicações.

Escolha o strain gage ideal para medições de tensões residuais, para qualquer método desejado para análise de tensões residuais.

Instalação rápida

  • Cadeia integrada de medição disponível para o método de alta velocidade (high-speed drilling) (de nosso parceiro de tecnologia), incluindo software de controle e avaliação;
  • Rosetas patenteadas auto-compensadas para medição de alta precisão no método de alta velocidade (high-speed drilling);
  • Acessórios para instalação rápida e limpa dos strain gages no ponto de medição.

Instalação dos strain gages rápida e livre de falhas. Medições das tensões residuais tão simples quanto à aplicação de strain gages “clássicos”.


 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

 

Dimensões [mm/pol.]

Tensão máxima de ponte 

 

Grade de medição

Suporte

Ω

a

b

c

d

Volt

 

1-XY51-5/350
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

350

5
0,197

2,5
0,098

12
0,472

-

6,5

 

 

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

 

Dimensões [mm/pol.]

Tensão máxima de ponte

 

Grade de medição

Suporte

Ω

a

b

c

d

Volt

 

1-RXY51-5/350
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

350

5
0,197

2.5
0,098

12
0,472

-

4,5

 

 


Strain Gages de Análise de Tensões Residuais para Método de Perfuração

Roseta RY21 0°/45°/90° para método de perfuração

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal 

 

Dimensões mm/pol.

Tensão máxima de ponte

Terminais de solda

 

Grade de medição

 

Suporte

a

b

c

d

 

1-RY21-3/120
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

120 Ω

3 mm
0,118 pol.

2.5 mm
0,098 pol.

-

22.1 mm
0,866 pol.

4,5V

LS 5

Roseta RY61 0°/45°/90° para método de perfuração

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

Dimensões mm/pol.

Tensão máxima de ponte

Terminais de solda

 

Grade de medição

Suporte

a

b

c

d

 

1-RY61-1,5/120
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

120 Ω

1,5 mm
0,059 pol.

0,8 mm
0,031 pol.

-

12 mm
0,472 pol.

2 V

LS 5

Como estes strain gages são revestidos por uma placa impressa, eles podem ser usados somente em superfícies niveladas ou levemente curvadas.

Roseta RY61 0°/45°/90° para método de perfuração retangular

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

Dimensões mm/pol.

Tensão máxima de ponte

Terminais de solda

 

Grade de medição

Suporte

a

b

c

d

 

1-RY61-1,5/120K
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

120 Ω

1,5 mm
0,059 pol.

0,8 mm
0,031 pol.

7,2 mm
0,283 pol.

12 mm
0,472 pol.

2 V

LS 7

Roseta RY61R 0°/45°/90° para método de perfuração

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

Dimensões mm/pol.

Tensão máxima de ponte

Terminais de solda

 

Grade de medição

Suporte

a

b

c

d

 

1-RY61-1,5/120R
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

120 Ω

1,5 mm
0,059 pol.

0,8 mm
0,031 pol.

8 mm
0,315 pol.

13,5 mm
0,531 pol.

2 V

LS 7

Roseta RY61S 0°/45°/90° para método de perfuração

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

Dimensões mm/pol.

Tensão máxima de ponte

Terminais de solda

Grade de medição

Suporte

a

b

c

d

 

1-RXY61-1.5/350
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

120 Ω

1,5 mm
0,059 pol.

0,8 mm
0,031 pol.

-

10,2 mm
0,402 pol.

2 V

LS 5

Roseta RY61-120S para método de perfuração

 

Tipos disponíveis

Resistência nominal

Dimensões mm/pol.

Tensão máxima de ponte

Terminais de solda

Grade de medição

Suporte

a

b

c

d

 

1-RXY61-3.2/120S
Para aço com α = 10,8 · 10-6/K

120 Ω

3,2 mm
0,126 pol.

3,2 mm
0,126 pol.

20,9 mm
0,823 pol.

22 mm
0,866 pol.

10 V

LS 5

O que são tensões residuais?

Tensões residuais podem surgir no material devido aos efeitos de forças internas sem qualquer a atuação de forças externas. Por exemplo, as tensões residuais surgem por resfriamento não uniforme de componentes fundidos, por soldagem ou forjamento de peças ou por processamento mecânico.

Dois tipos de strain gages são geralmente usados para determinar as tensões residuais: o método do núcleo toroidal (ring core method) e o método de perfuração (hole drilling method).

HBMshop Veja preços, disponibilidade e obtenha uma cotação.
Solicite um orçamento

Pergunte ao Especialista da HBM

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Pergunte ao Especialista da HBM

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Sua proposta personalizada

Consultoria técnica gratuita

Resposta rápida de nosso especialista