O monitoramento de prensagem impulsiona o tempo operacional

Longos tempos de execução e precisão são necessários para prensas industriais.

A produção industrial moderna seria impensável sem as prensas. A variedade de produtos se estende de moedas a grandes componentes automotivos. As prensas funcionam a até 800 golpes por minuto.

A qualidade das peças que são produzidas deve, mesmo assim, ser sempre constante.

Uma forma de alcançar isso é utilizando os sensores e o PMX da HBM para monitoramento de prensas. As cadeias de medição do PMX registram as forças de prensagem à medida que elas ocorrem sem absolutamente qualquer interferência, seja em um fluxo de força direta ou em uma medição de força em shunt. A alta resolução de PMX, 24 bits, também torna possível registrar forças parciais muito pequenas. Por exemplo, os sensores baseados em strain gages (extensômetros) e amplificadores de frequência portadora podem ser colocados em cada coluna de uma prensa de 2 ou 4 guias de curso. O PX455, o cartão de medição de quatro canais para pontes completas e meias pontes, os transdutores de força e células de carga registram confiavelmente esses sinais.

Canais de cálculo internos analisam o sinal de medição segundo sua curva e as forças de pico. O cartão PX878 de múltiplas entradas/saídas tem um total de oito entradas digitais, oito saídas digitais e cinco saídas analógicas. Isso torna possível calcular os valores-limites rapidamente em até 50 mseg., o que garante um alto nível de proteção à máquina. As saídas analógicas podem ser utilizadas para a saída de canais de medição ou computação - ideais para serviço e manutenção.

O PX01PN, o Profinetcard com protocolo IRT, garante que esses sinais preditivos confiáveis sejam direcionados por meio de interfaces de Ethernet em tempo real para o controlador da prensa de forma que os parâmetros da prensa possam ser reajustados.

Com um conceito de sistema de automação desse tipo, os fabricantes de prensas podem aumentar o tempo de execução e a qualidade de suas prensas reduzindo os custos de manutenção. O conceito está se tornando cada vez mais comum no re-equipamento, isto é, na modernização ou atualização de prensas.

Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.