Os strain gages da série M foram desenvolvidos especialmente para alta resistência a cargas alternadas no aumento dos níveis de deformação e temperaturas elevadas de até 300ºC. Os strain gages da série M são foil stran gages com grades de medição feitas de uma liga especial de níquel-cromo. A HBM oferece este strain gage especial com diversas geometrias, medindo comprimentos de grade e correspondência de resposta à temperatura.

Novos materiais que oferecem alta resistência, tais como compostos de fibra, representam um grande desafio para os strain gages utilizados em medições. Em particular, quando componentes são levados ao seu limite mecânico de performance. Podem surgir situações em que um strain gage, submetido a cargas alternadas em níveis aumentados de carga, está enfraquecido e falha mais cedo do que o componente em teste. A série M foi desenvolvida especialmente para alta resistência a cargas alternadas e permite o teste de materiais com alta resistência.

LM1
Strain gage linear com uma grade de medição para medições de deformação em uma direção.

TM1

Roseta T com duas grades de medição disposta num ângulo de 90º entre si. Para medição de tensão e deformação de compressão.

TM9

Roseta T empilhada com duas grades de medição dispostas a um ângulo de 90º entre si. Para a medição de tensão e deformação de compressão.

XM4

Strain gauge em forma de V com duas grades de medição dispostos em um ângulo de ±45º. Para a determinação de torção e tensão de cisalhamento.

RM8

Roseta rectangular com três grades de medição dispostas em ângulos de 0º/45º/90º. Estado de tensão biaxial com direções desconhecidas do principais de deformação.

RM9

Roseta empilhadas com três grades de medição dispostas em ângulos de 0º/45º/90º. Estado de tensão biaxial com direções desconhecidas do principais de deformação.

Todos os strain gages acima mencionados estão disponíveis com diferentes comprimentos de grade de medição:

  • 1.5 mm: onde o espaço é restrito ou onde são exigidos resultados altamente seletivos de medição;
  • 3 mm: para materiais não homogêneos e onde espaço é uma exigência ou não;
  • 6 mm: para materiais não homogéneos e onde espaço não é um requisito.

O correto comprimento da faixa de medição : O comprimento da faixa de medição depende do objetivo da medição, uma vez que os resultados de uma medição com strain gages serão determinados como a média das deformações. Em geral, comprimentos das faixas de medição de 3 até 6mm representam uma boa solução.

Faixas de medição longas são recomendadas onde há um material não-homogênio, como concreto ou madeira. Um strain gage comprido irá atravessar o material não-homogênio da peça e retornará a deformação por baixo da faixa de medição como o resultado desta medição.

Faixas de medição curtas são adequadas para detectar um estado de deformação local. Elas são, portanto, adequadas para determinar gradientes de deformação (cadeia de strain gage), o ponto máximo de deformação em uma conexão e deformações similares.

Do you have special requirements that are not adequately covered by any of the strain gauges in our standard program? Are you looking for an equivalent strain gauge for the product you are currently using? Have you designed your own strain gauge? Contact us, and we will produce customized strain gauges according to your requirements in quantities of 20 packages and up.

Make your request here

Product Literature

Título / Descrição Idioma
Data Sheets
German
English
Instruções de uso
German
English
HBMshop Veja preços, disponibilidade e obtenha uma cotação.
Solicite um orçamento

Pergunte ao Especialista da HBM

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Pergunte ao Especialista da HBM

Favor enviar:


Faça sua pergunta

Sua proposta personalizada

Consultoria técnica gratuita

Resposta rápida de nosso especialista