O sistema de eclusas

Em muitos equipamentos de força e de transporte, como motores, ventiladores, bombas, caixas de transmissão, eixos de transmissão em automóveis, eixos propulsores marítimos e plataformas de petróleo, o torque nos eixos de transmissão é um parâmetro extremamente importante para todo o sistema de energia.

Uma eclusa de barco ou de navio é um equipamento que transporta navios entre diferentes elevações em um rio e é uma alternativa para um canal fechado ou canal em plano inclinado. Uma eclusa vertical de navios é um grande equipamento eletromecânico para transporte de navios de carga pela barragem. É comporta de quatro partes que incluem um bloqueio superior, um bloqueio inferior, uma câmara de recebimento de navios e o sistema de eclusa principal. Este sistema consiste em um equipamento de elevação, equipamentos de controle e de testes distribuídos entre quatro pontos de elevação. Os equipamentos da eclusa em diferentes pontos incluem motores DC, caixa de redução, um tambor envolto em um cabo de elevação e freios hidraúlicos.


Medição de torque em uma eclusa de navios

A fim de operar uma câmara de recebimento de navios de forma sincronizada (incluindo sincronização elétrica), sem problemas e de forma segura, os eixos de saída das caixas de redução nos quatro pontos de elevação devem estar conectadas a um sistema fechado de eixos retangulares que constitui o sistema de sincronia mecânica rígida.

Para garantir o equilíbrio das forças atuantes, certifique-se que as saídas de torque dos motores de acionamento para o sistema de acionamento de sincronismo mecânico permaneça o mesmo. É importante que o eixo de transmissão síncrona não sofra torque excessivo e sofra uma ruptura.

Quando um motor de elevação falhar, os outros três motores irão complementar imediatamente a força no ponto de elevação que falhou via um sistema de eixos, a fim de garantir uma operação regular da eclusa principal. Eixos de torque sincronizados são monitorados e refletem a alocação da força.

Para evitar que um navio afunde ou flutue quando os freios são soltos, o sistema de acionamento gerará uma certa saída de torque com antecedência, de acordo com a força desequilibrada e sua direção entre a câmara de recebimento do navio e o balanceamento do peso.


O uso na eclusa de Silin

O sensor de torque T40FM da HBM foi usado na eclusa de Silin (Capacidade: 500tons, Dimensões da embarcação navegável: 55×10,8×1,6metros, elevação vertical: 76,6metros) na China. Quatro sensores de torque T40FM da HBM foram instalados em sistemas sincronizados de eixos retangulares para monitorar o torque atuante em cada eixo sincronizado. Os sinais de torque são usados para monitorar o torque aplicado, controlar o equilíbrio do torque e acionar um alarme, caso o limite de torque seja excedido.

 

 

Vantagens do T40FM da HBM

  • Confiável e estável: os sensores de torque da HBM trabalham eficientemente na eclusa de navios em Shuikou dam há mais de 10 anos;
  • Alta precisão: classe de precisão de 0,1 com 0,1% de linearidade, reprodutibilidade de 0,05%, Tcspan 0,1%/10K, TC0 0,05%/10K garante melhores resultados na medição de torque;

  • Alta freqüência de resposta auxilia em um controle mais rápido;

  • Robusto: excelente capacidade para sobrecarga e carga parasitária;

  • Fácil instalação.

Vantagens da equipe de suporte da HBM

  • Manutenção gratuita;

  • Rápida resposta;

  • Consultoria profissional.

Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.