Florian Girmond, Diretor Executivo da unidade de Testes de Consumo da HOHENSTEIN Laboratories GmbH & Co. KG

Resultados ideais sob pressão: um sensor digital como centro de um novo verificador de compressão de alta tecnologia

A HOHENSTEIN, fornecedora de serviços de teste têxtil, é líder em testes de vestuário funcional e de compressão há décadas. A HOHENSTEIN solicitou um sensor digital sensível para o novo sistema de teste HOSYcan que permitiria determinar o poder de compressão dos têxteis de uma forma mais customizada e precisa. Eles optaram pelo sensor FIT5A da HBM porque medem a força com muita precisão. Além disso, os resultados da medição podem ser convenientemente analisados e visualizados devido ao software de parametrização e análise PanelX incluso. Isto permite que o sistema de teste HOSYcan seja iniciado de forma fácil e rápida.

A eficácia dos têxteis

Os Laboratórios Hohenstein são o único centro de testes autorizado pela Gütezeichengenginschaft Medizinische Kompressionsstrümpfe eV (associação de marcas de qualidade para meias de compressão médica). Esta organização dá às empresas o direito de usar a marca de qualidade para meias de compressão médica. A Marca de Certificação de Qualidade RAL é baseada em testes realizados de acordo com RAL-GZ 387/1 e / 2 e é uma maneira de verificar o benefício médico das meias.

Além de produtos médicos, os têxteis de compressão para outros fins também podem ser testados. Na roupa, as mangas, pernas, torso e seções de calças podem ser testados. Isto permite que o efeito de compressão, por exemplo, de material esportivo ou vestuário modelador, seja determinado.

 

"Quando se trata de testes de compressão de têxteis, temos liderado o mercado, devido a mais de 50 anos de experiência", diz Florian Girmond, diretor administrativo da unidade de testes de consumo da HOHENSTEIN Laboratories GmbH & Co. KG.

Da sua sala da torre no castelo de Hohenstein, Florian Girmond desfruta da vista de todas as instalações do Grupo HOHENSTEIN, que, desde a sua criação em 1946, teve a sua sede nas instalações do castelo renascentista em Bönnigheim, Alemanha. Mais de 600 dos mais de 1000 funcionários da empresa em todo o mundo trabalham na sede alemã. O instituto independente de testes têxteis é administrado pela terceira geração da família Mecheels e possui credenciamentos e certificações importantes como uma instalação de teste.

A gama de testes e ofertas de serviços dos laboratórios inclui o teste de adequação e fabricação de produtos, o desenvolvimento de vestuário funcional e a certificação de equipamentos de proteção individual (EPI). Os testes de compressão são realizados principalmente em têxteis médicos e roupas esportivas, que envolvem a medição dos gradientes de pressão e da pressão que um têxtil exerce em uma parte do corpo.

O castelo Hohenstein

O único sistema de teste que garante testes de compressão compatíveis com a norma

No início da década de 1980, os especialistas da HOHENSTEIN desenvolveram o HOhenstein SYstem (HOSY) para testar o impacto de ítens de compressão para terapia médica. Enquanto isso, o sistema HOSY estabeleceu o padrão em testes em vestuário de compressão e se tornou o sistema de teste obrigatório para conformidade com diferentes padrões, como RAL e DIN. A HOHENSTEIN utiliza o sistema para seus serviços internos de testes têxteis e também o vende para os clientes.

“A tecnologia da HBM sempre foi integrada ao HOSY”, explica Gunther Kretzschmar, que trabalhou para a HBM Sales e também é o contato da Hohenstein há mais de 20 anos.

A HOHENSTEIN agora aprimorou seu sistema de testes para atender a um maior número de requisitos individuais de clientes e para tornar o HOSY compatível com aplicativos IIoT (Internet Industrial das Coisas). Ao fazer isso, a empresa delineou requisitos específicos para os sensores digitais que medem a força. “Os sensores devem ser muito precisos para nos permitir obter resultados de medição exatos”, explica Florian Girmond. Além disso, os sensores individuais precisam ser estreitos para garantir que uma largura máxima de 5 centímetros, incluindo a montagem para o gabarito têxtil, não seja excedida. Também é essencial que os sensores tenham uma alta estabilidade de sobrecarga para evitar danos aos sensores em caso de picos de carga inesperados.

Os sensores são compatíveis com a tecnologia de barramento CAN aplicada no sistema de teste devido à sua interface de barramento CAN. Por isso, elas são perfeitas para o novo HOSYcan e podem transferir os dados medidos de maneira rápida e eficiente para o software, que, por sua vez, calcula e visualiza a compactação. “O FIT5A é o sensor digital que atende às nossas altas demandas”, diz Florian Girmond.

Gunther Kretzschmar, Sales Engineer na HBM

Sensor digital com um tempo de acomodação extremamente curto

Existem 20 unidades de teste de tensão que foram organizadas paralelamente no núcleo do novo HOSYcan que usa a tecnologia de barramento CAN. Malhas tubulares têxteis, como meias de compressão médicas ou tops de roupas esportivas, são fixadas nessas unidades e estendidas de maneira absolutamente não destrutiva. Quando o perímetro desejado, entre onze e 150 centímetros, for atingido, o HOSY pode medir as forças necessárias e, com base nos valores medidos, calcula a compressão que o tecido exerce sobre o corpo. Os resultados são listados em uma tabela e, adicionalmente, representados graficamente em um perfil de compressão. “Determinamos a força de tensão ao longo de todo o comprimento da amostra de teste em seções de cinco centímetros cada. Isto permite o cálculo e a visualização de gradientes de pressão e pressão em qualquer posição”, explica Florian Girmond. O sensor digital preciso. com eletrônica integrada, é adequado para medições estáticas e dinâmicas.

“O FIT5A tem uma excelente resposta transitória e fornece um valor medido estável quase que imediatamente devido ao uso da tecnologia de filtragem integrada”, enfatiza Gunther Kretzschmar. “Isto permite que os dados nos pontos de medição individuais sejam recuperados mais rapidamente. O procedimento de teste completo ao qual uma amostra de teste têxtil é submetida pode ser concluído mais rapidamente.”

O sensor digital FIT5A pode medir a força em aplicações estáticas e dinâmicas com muita precisão, possui uma proteção contra sobrecarga de 1.000% e uma excelente resposta transitória. Assim, facilita a aquisição rápida de dados.

Simulação de movimento, possível pela primeira vez

Os sensores digitais FIT5A foram integrados nas unidades de teste de tensão, onde adquirem força de tensão.

“Uma vantagem adicional do FIT5A é que ele permite que sequências de teste completamente novas sejam projetadas devido à sua rápida aquisição de dados”, diz Florian Girmond. "Agora também podemos simular o movimento e medir o comportamento de compressão correspondente dos têxteis."

A unidade de teste aplica a tecnologia de barramento CAN para transmitir simultaneamente os valores medidos fornecidos pelas 20 unidades de teste de tensão para o software de análise. “Sabíamos desde o início que usaríamos um sensor digital com a tecnologia de barramento CAN”, diz Florian Girmond. “É menos sensível aos campos eletromagnéticos emitidos; por exemplo, aqueles de linhas elétricas próximas ou ondas de rádio.” O novo sistema de barramento CAN permite que os dados medidos sejam processados diretamente na eletrônica do sensor e transmitidos para canais individuais. Além disso, o FIT5A mede e se beneficia de uma proteção contra sobrecarga de 1.000% de sua capacidade. Isto é importante, pois a medição é determinada pela tensão a que o tecido está sujeito e não pela força que é aplicada para conseguir isso. Por este motivo, a faixa de sobrecarga do sensor é alcançada com certos tecidos, como bandagens de joelho inelásticas; no entanto, é essencial que o sistema continue a fornecer dados precisamente medidos após sair novamente da faixa de sobrecarga.

Software de ponta para parametrização e análise

Os especialistas da HOHENSTEIN têm utilizado o software de parametrização e análise PanelX   para configurar o novo sistema de teste pela primeira vez. Ele permite a parametrização simples e fácil do sensor digital FIT5A e uma visualização conveniente do impacto de diferentes características do filtro em um sinal não filtrado. Isto permite que os usuários encontrem rapidamente uma configuração de parâmetro adequada para aquisição rápida de dados.

O novo HOSYcan oferece outra vantagem: os dados medidos adquiridos são representados de maneira familiar. Isto permite que os clientes, que já estão trabalhando com o HOSY, façam uma atualização conveniente para o novo sistema e se beneficiem da nova tecnologia, sem precisar se familiarizar com outra forma de representação.

Soluções ótimas através do contato próximo com os clientes

“Sempre nos mantemos em contato próximo com nossos clientes para encontrar as melhores soluções”, diz Florian Girmond e acrescenta: “Isto também se aplica à nossa cooperação com a HBM: Nós, como clientes, obtemos a solução de que precisamos. A HBM nos forneceu uma amostra de teste do sensor FIT5A. Fomos capazes de colocá-lo em operação rapidamente e usá-lo como base para nossos projetos, devido ao conveniente conector. Durante a fase de implementação, o Sr. Kretschmar forneceu aconselhamento abrangente sobre o software PanelX e as muitas oportunidades oferecidas pelo FIT5A. ” Gunther Kretzschmar agradece a colaboração com HOHENSTEIN, “O ambiente de trabalho na HOHENSTEIN é muito positivo. Tenho sempre o prazer de participar de uma reunião na atmosfera do antigo castelo”.

O problema

Os testes no Grupo HOHENSTEIN incluem medições do poder de compressão de têxteis médicos e roupas esportivas especiais. O sistema de teste HOSY (HOhenstein SYstem) estabeleceu o padrão neste campo por décadas. A HOHENSTEIN desenvolve constantemente o sistema e precisa de um sensor digital

 

  • preciso
  • robusto e
  • compatível com a tecnologia de barramento CAN

A solução

Hohenstein utiliza o sensor digital FIT5A e o software de parametrização e análise PanelX em seu novo HOSYcan.

 

  • O sensor digital pode medir a força em aplicações estáticas e dinâmicas com muita precisão, possui uma proteção contra sobrecarga de 1.000% e uma excelente resposta transitória. Assim, facilita a aquisição rápida de dados.
  • O software PanelX permite a parametrização simples e fácil do sensor e fornece uma apresentação clara da maneira como as características do filtro disponíveis no sensor afetam os valores medidos.

O resultado

  • Os especialistas da Hohenstein conseguiram inicializar o sistema rapidamente devido à combinação do sensor digital FIT5A e o software de parametrização e análise PanelX.
  • A alta precisão do sensor e a rápida aquisição de dados facilitam o teste extremamente preciso do poder de compressão de têxteis especiais e um serviço de consultoria ao cliente mais detalhado.
  • O FIT5A e sua rápida aquisição de dados facilitam a criação de novos procedimentos de teste personalizáveis.
  • A disponibilidade do HOSYcan melhorou significativamente devido à alta proteção contra sobrecarga do FIT5A de 1.000 por cento.

O Cliente: O Grupo Hohenstein

O Hohenstein Group é um provedor de serviços global que oferece uma ampla gama de serviços relativos a testes, certificação e pesquisa de têxteis. A empresa foi fundada em 1946 e agora é administrada pelo Prof. Dr. Stefan Mecheels, a terceira geração de sua família. Mais de 5.000 clientes em todo o mundo se beneficiam do know-how têxtil de mais de 1.000 funcionários e uma rede de mais de 40 escritórios de contato em todo o mundo.

Saiba mais sobre o Grupo Hohenstein


Conteúdo relacionado

Célula Digital de Carga FIT5A para Balanças
Menor disperdício, mais produção: A célula de carga FIT5A compacta e robusta é otimizada para aplicações de envase e empacotamento.
PanelX
O PanelX é um software intuitivo que permite realizar ajustes e parametrizações em suas medições.
Fale Conosco Entre em contato com a HBM do Brasil para mais informações sobre produtos, sistemas, dúvidas técnicas e cotações.